Critérios de Adequação do ACC/AATS/AHA/ASE/ASNC/SCAI/SCCT/ STS para revascularização miocárdica em doença coronariana estável 2017

 

h t t p : / / d x . d o i . o r g / 1 0 . 1 0 1 6 / j . j a c c . 2 0 1 7 . 0 2 . 0 0 1

Neste documento um conjunto de sociedades médicas norte-americanas elenca os mais atualizados critérios de adequação para indicação de revascularização miocárdica. O documento serve de guia para o cardiologista na tomada de decisão do complexo ato de decidir qual paciente mais se beneficia do procedimento de revascularização miocárdica. A integração de informações clínicas como sintomas e intensidade da medicação anti-isquemica, resultados de exames não-invasivos de estratificação de risco com os achados anatômicos da extensão e gravidade das lesões coronarianas formam a base para a tomada de decisão de revascularizar um paciente com DAC estável. Vale a pena a leitura pela quantidade de informações reunidas e pela incorporação de achados de diversos exames não-invasivos na estratificação de risco como:  área de isquemia pela cintilografia miocárdica, capacidade funcional do teste ergométrico associada às anormalidades eletrocardiográficas induzidas pelo esforço, anormalidades do ecocardiograma de estresse e achados da angiotomografia das artérias coronarianas.

Os comentários estão fechados.