Exposição “Coração”

Um Simpósio Científico Internacional sobre Saúde Cardiovascular em comemoração aos 10 anos do Instituto do Coração Edson Saad da UFRJ (ICES/UFRJ) será realizado de 20 a 23 outubro 2013 na Casa da Ciência da UFRJ. Voltado para a comunidade científica, o Simpósio contará com profissionais de instituições nacionais e internacionais da área de doenças cardiovasculares e de outros campos do conhecimento, com o objetivo de apresentar a produção técnico-científica e educacional do ICES/UFRJ e debater temas relevantes para a prática clínica atual e as perspectivas das pesquisas voltadas à saúde da população e ao Sistema Único de Saúde.

Uma exposição multimídia e interativa, montada também na Casa da Ciência, integra as comemorações de 10 anos do ICES/UFRJ e tem como objetivo refletir sobre os múltiplos fatores que influenciam a saúde das pessoas e da população à qual pertencem, inseridas em um ambiente de vida (ecossistema) indissociável delas. Procura-se enfatizar que para compreender a saúde e os estados evolutivos da vida os quais chamamos de “doenças”, não basta apenas compreender de modo isolado os fatores biológicos, sociofamiliares, econômicos, ambientais, políticos, etc. É preciso compreender os processos evolutivos desses sistemas complexos dinâmicos adaptativos, que representam a interação entre homem, ambiente, organização social e serviços de saúde, com base em valores humanísticos.

A exposição pretende provocar a percepção sobre o que esse pequeno órgão do corpo – O “CORAÇÃO” –  é capaz de revelar em relação ao mundo que nos cerca. As batidas do coração e o fluxo sanguíneo são sinais vitais que mostram que a vida é movimento contínuo e complexo. Com recursos multimídia, o evento proporcionará uma experiência sensorial e interativa para apresentar diversos aspectos relacionados ao coração: o médico/científico; o literário/poético; o plástico/estético; o ritmo/musical. Arte, ciência e tecnologia se integram no projeto expositivo para revelar, em diferentes frequências, quem mexe com nosso coração.

A exposição “Coração” poderá ser percorrida em diferentes sentidos, sem um percurso linear, através de ambientes independentes e complementares, descritos a seguir.

 

De todas as maneiras…

Ao entrar na exposição, o visitante estará imerso em um ambiente que simula uma rede de vasos comunicantes, semelhante ao sistema de circulação.

 

Ilusão

Nem tudo o que se vê, é o que parece ser.

Ao escolher esse caminho, o visitante será desafiado por elementos em que a “racionalidade” do cérebro entra em contato com imagens que não são o que aparentam ser de imediato. As informações recebidas diariamente podem desviar a atenção e levar a decisões precipitadas.

 

Desilusão

Mais uma vez, as aparências enganam. Nesse ambiente, uma série de projeções publicitárias objetiva provocar a dúvida e a reflexão. Um apanhado histórico de anúncios, com sonoros jingles, proporciona um clima atemporal e crítico. Provocando a dúvida, demonstrar que a incerteza na leitura perceptiva de imagens ilusórias também pode se manifestar na interpretação equivocada ou acrítica das promessas dos bens de consumo.

 

Você tem fome de quê?

Mesmo a mais simples alimentação é constituída pela valorização cultural, econômica e política dos alimentos. Nesse ambiente, uma bancada com diversos tipos de alimentos mostrará os valores nutricionais e alerta sobre as substâncias prejudiciais à saúde presentes em produtos industrializados. O visitante será convidado a praticar atividades físicas, como ginástica e dança, utilizando esteiras e jogos interativos, como o Wii, entre outros. Headfones reproduzirão músicas e sons capazes de alterar a frequência cardíaca.

 

Corações e mentes

Nessa instalação, o visitante terá contato com mudanças bruscas de percepção, geradas por imagens e sons de ambientes agressivos, tranquilos, excitantes e ameaçadores, etc. E poderá observar, através da medição da frequência cardíaca, as reações de seu coração a cada nova situação.

 

Bate, bate, bate coração

Nesse ambiente, o batimento cardíaco poderá ser observado ao longo do ciclo de vida do homem. Os sons das batidas do coração de diferentes animais também podem revelar algumas curiosidades.

 

Paisagens do coração

Nesse ambiente, arte e ciência se misturam em instalações artísticas e exames que representam o interior do corpo humano. Radiografia, ultrassonografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, eletrocardiograma, ecocardiograma, cintilografia, angio-TC, cateterismo cardíaco… Expostas em uma galeria, essas imagens podem ser consideradas obras de arte. Mas o que elas realmente revelam?

 

A aplicação desse conhecimento na prática médica exige não apenas arte e julgamento, mas também uma profunda atitude humanística para definir se as novas técnicas são ou não úteis ao paciente. E essa é a finalidade básica da medicina: sensibilizar as pessoas e cuidar delas.

 

Quem cuida do seu coração? 

O Brasil tem um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, o SUS (Sistema Único de Saúde). Gratuito e disponível para todos.

Na instalação “Sala de espera”, vídeos com depoimentos de usuários, médicos, enfermeiros e técnicos sobre o atendimento nos postos de saúde, hospitais, ambulatórios, cirurgias, exames, consultas… Em uma cabine, o visitante poderá gravar seu depoimento, a ser editado para compor o conteúdo da instalação.

A exposição contará com uma série de atividades complementares, em dias e horários estabelecidos, direcionadas a grupos de escolas e público espontâneo, além de disponibilizadas no minissite da exposição, com o objetivo de ampliar e aprofundar a discussão e o conhecimento sobre o tema.

– Oficinas e Atividades lúdicas diárias: ler e contar histórias infantis; “Uma cidade saudável”: criação coletiva de recorte e colagem; “Monte seu prato”: manter a saúde em ordem, equilibrando os principais grupos alimentares; “Brincando de médico”: bonecos, estetoscópios e fantasias estimulam a criança a vivenciar a relação médico-paciente a partir de uma situação-problema; “Pique coração”: separados em grupos (“sangue venoso” e “sangue arterial”), crianças percorrem, nos jardins da Casa da Ciência, os órgãos do corpo humano por onde o sangue circula.

– Grupos de Discussão diários: jovens e adultos são estimulados a debater temas de medicina e saúde.

– Espetáculo Teatral: apresentações teatrais sobre o tema, com muita música,  histórias contadas e interatividade – sábados e domingos.

– Ciência em Foco: exibição de filme, seguida de palestra – sábado – 16h.

Ver Ciência: mostra de vídeos com o tema “Coração”, em parceria com o projeto Ver Ciência – março de 2014 – 10h às 19h.

– Ciclo de Palestras: Coração para cientistas, médicos e poetas.

A série tem por objetivo levar a um público diverso, em linguagem não especializada, discussões sobre as mais diversas áreas do conhecimento, de forma dinâmica e inovadora. Programação prevista – maio e junho de 2014 – sempre às terças-feiras

O Programa Educativo da exposição Coração procura estimular professores e alunos da educação básica a refletirem sobre essas questões e tantas outras sobre o tema, através de dinâmicas próprias do contexto da educação não formal. As ações se caracterizam por visitas mediadas, cursos, oficinas e atividades lúdico-pedagógicas.

 

Atividades para alunos e professores da educação básica:

Visitas mediadas

Alunos e funcionários técnicos da UFRJ receberão, em horários pré-agendados, grupos de alunos e professores da educação básica e superior das redes pública e privada de ensino.

Ao final da visita, alunos e professores serão convidados a participar de oficinas e atividades lúdicas e educativas sobre o tema, planejadas de acordo com diferentes faixas etárias e níveis de escolaridade.

 

Cursos para professores

Destinados a professores da educação básica, compõem-se de palestras e sugestões de sequência didáticas e atividades práticas inovadoras a serem desenvolvidas no ambiente escolar sobre os temas: Nutrição, Saúde na Escola, Práticas Pedagógicas em Ciências e Saúde na Educação Básica.

 

Kit Didático

Distribuído a professores visitantes da exposição e participantes do programa educativo, com materiais diversos sobre o tema e sugestões de práticas pedagógicas inovadoras no ensino de ciência, enfatizando a criatividade e a investigação.

 

Material a ser distribuído:

• Carta para professores e folder da exposição • Livreto desenvolvido especialmente para a exposição – Casa da Ciência, Instituto do Coração/ICES e Instituto Ciência Hoje.

 

Minissite

Será produzido um minissite com a descrição dos ambientes da exposição, informações sobre as atividades paralelas, download de publicações, visualização dos vídeos exibidos durante o evento, além de um espaço interativo para o visitante deixar comentários sobre a exposição e opiniões sobre o tema.

 

Por Lucia Helena Alvares Salis, Isabel Cristina Alencar Azevedo, Nelson Albuquerque de Souza e Silva

Casa da Ciência/ICES/UFRJ e LNCC

 

Você também pode gostar:

Mais postagens como esta…

Menu
Open chat