Crianças ajudam na prevenção e controle de doenças cardiovasculares

 

Concurso idealizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e implementado no Rio de Janeiro pela Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio (Socerj) incentivou crianças a levar para casa orientações fundamentais para a saúde cardiovascular, modificando para melhor a rotina de muitas delas.

Promovido no início do mês de dezembro pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o I Concurso de Desenho do IV Brasil Prevent/ II Latin American Prevent, envolveu alunos do 3º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas dos estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Bahia e faz parte do projeto ‘SBC vai à escola’, que este ano teve como tema “Coração saudável é coração com Saúde”. No Rio de Janeiro, a Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj) capacitou em torno de 150 profissionais que estiveram envolvidos diretamente e indiretamente com o projeto. Em setembro, professores foram orientados sobre a iniciativa e tomaram conhecimento dos fatores de risco cardiovascular, com o intuito de serem os responsáveis pela disseminação da informação para os alunos.

O concurso reuniu 40 desenhos e as escolas foram indicadas pelas Secretarias de Educação de três municípios do estado, duas de Belford Roxo, três de Duque de Caxias, e três de Nova Iguaçu.

De acordo com uma das responsáveis por organizar o Concurso de Desenho, a diretora científica da Regional da Baixada Fluminense da Socerj, Dra. Sônia Zimbaro, os alunos são importantes agentes multiplicadores na prevenção e promoção de saúde cardiovascular, entre seus familiares e comunidade: “O papel da criança é fundamental, pois geralmente é ela quem fica ‘no pé’ dos pais, indicando todos os danos causados pelo uso do cigarro ou por conta dos maus hábitos alimentares”. A diretora acrescenta ainda que eliminar os fatores de risco que desencadeiam as doenças é o melhor método para retardar as doenças ao máximo. “O direcionamento alimentar é feito para prevenir os fatores de risco, como por exemplo, pressão alta, colesterol, excesso de peso, entre outros. É preciso ainda aderir à prática de uma atividade física regular, evitar o uso de cigarro e a ingestão excessiva de álcool. Além, é claro, reduzir e controlar o estresse, como maneiras de minimizar os riscos cardiovasculares”, completa.

 

Confira os desenhos dos participantes do Rio de Janeiro

 

Confira as fotos do concurso

Os comentários estão fechados.